Agosto 16 2010
Antes demais quero agradecer a todos que me deram o vosso apoio, parecendo que não é bom sentir apoio nestas alturas mais complicadas.
Consegui ir até a terra dos meus pais, o Rui conseguiu a tarde deixamos a Sofia nos avós e lá fomos nos os dois já fardados para o que desse e viesse. Felizmente quando lá chegamos já estava tudo terminado. No entanto houve casas em perigo de arderem, nunca tinha visto o fogo naquela terra chegar tão perto das casas. Está tudo perto e feio. É uma terra irreconhecível...
Apesar da tristeza estão todos bem, tantos os meus familiares como o resto dos habitantes. Nesta altura do ano estão lá muitos emigrantes e foi isso que também valeu muito para ajudar num combate que apesar de ganho perdemos também....
Já estou em casa e agora só volto lá no fim do mês, e tenho pena que quando voltar a minha filhota vá ver tudo negro e não como era, tudo verdinho cheio de pinhal lindo. 
No entanto o concelho de Castro Daire continua a arder, está horrível. É fumo e fogo por todo o lado....Deus de força aos bombeiros e populares nesta luta tão injusta e que não foi desejada.
publicado por Mami (Sónia) às 20:03

Olá, ainda bem que tudo terminou em bem.
Eu também sei o sufoco que é ver o fogo aproximar-se da nossa casa, os meus pais vivem numa aldeia serrana rodeada de pinhal e com a agravante de ter uma única via de acesso, ou seja quando o lume corta a estrada, quem está dentro não pode sair e quem está de fora não pode entrar...
Lembro-me do furo dos meus pais estar a trabalhar dia e noite para o helicopetro abastecer... Lembro-me um ano em que os fogos começavam todos os dias às 4 da tarde, lembro-me de sermos miúdos e nos reunirmos em casa para "rezar" enquanto os nossos pais estavam lá fora a lutar...
É muito trite saber que esses criminosos andam à solta sem punição e a brincar com a vida das pessoas.
Bricolar e Poupar a 17 de Agosto de 2010 às 12:47

mais sobre mim
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

18
21

23
24

29


pesquisar
 
blogs SAPO