Olá
A comida - o não comer - é de facto um desespero para os pais (mães em particular...) - fala-te uma mãe que não comia quase nada em criança, o meu pai ia buscar sopa ao infantário porque só comia a de lá :) o que vale é que na altura não se vivia obececado pelos percentis...

Transmito-te aquilo que me disse o pediatra do meu filho depois de uma greve de fome de quase 20 dias (hoje é uma boca fantástica embora se recuse a comer tudo aquilo que não seja em formato "sopa"):
* Nenhuma criança passa fome se tiver acesso a comida... não comer é uma opção agora existem regras! pode não querer comer o almoço mas também não vai comer mais nada até à próxima refeição.
* escreve ao longo de uma semana tudo aquilo que ela come (às vezes comem bem, variando a roda dos alimentos, mas não no formato a que estamos habituados)
* a hora das refeições deve ser só para comer (nada de televisão, livros e afins)
* Deve ser um momento calmo e sem stresses (difícil, dificil de fazer...) e durar no máximo 20 minutos
* Depois disso retira-se a comida
* Não dar nada a mais para compensar (se não come a sopa não come a sobremesa)
* Evitar em absoluto doces pois pelo alto teor em açucares conferem uma falsa sensação de saciedade
* não negociar comida

Não sei se te ajuda mas acima de tudo não vale a pena ficar com os nervos em frangalhos! Eles crescem na mesma ;)

Bjinhos, calma e boa sorte!
Joana
jmalho a 20 de Abril de 2011 às 23:44

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres