Setembro 17 2010
Desde que o pai começou as aulas que a Sofia todos os dias de manhã me diz que não gosta de mim e que quer o pai. Dói imenso ouvir isto, claro que eu sei que ela gosta de mim, mas dói  saber que a minha filha está a sofrer tanto assim com a ausência do pai. Dói muito mesmo. 
Esta é só a primeira semana de muitas que irão ser assim durante 3 anos, é claro que eu sei que ela se vai habituar a nova realidade mas para já custa muito vê-la a sofrer assim, ela nem dorme enquanto o pai não chega. Quando ele entra em casa é a loucura total! Ela gosta que ele a ponha a dormir, gosta de saber que tem ali ao pé dela o pai e a mãe. Espero que seja sempre assim minha filha...
publicado por Mami (Sónia) às 09:12

O nosso caso foi um pouco diferente, mas com consequências igualmente más...
O meu marido retomou os estudos no ano em que o Miguel nasceu. Foi terminar o 12º ano e entretanto entrou na Universidade.
O Miguel habituou-se a essa ausência, e não notou a falta do pai. Já o pai notou muito essa indiferença. O Miguel acabou por ficar muito mais ligado a mim. Se o pai não está, ele não liga, mas se eu não estou é o desespero...

Explica-lhe a situação, diz que o pai foi para a escola, etc... tentar que ela entenda, pode ser que ajude a ultrapassar.

Beijinhos e Bom fim de semana!

P.S. - Acabei com o meu blog...
Desculpa, começaste agora a visitar-me e eu já fugi...
Não sei explicar o motivo, apenas não me apetece...
Filipa Fonseca a 17 de Setembro de 2010 às 09:37

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11


19
25

26
30


pesquisar
 
blogs SAPO