O nosso caso foi um pouco diferente, mas com consequências igualmente más...
O meu marido retomou os estudos no ano em que o Miguel nasceu. Foi terminar o 12º ano e entretanto entrou na Universidade.
O Miguel habituou-se a essa ausência, e não notou a falta do pai. Já o pai notou muito essa indiferença. O Miguel acabou por ficar muito mais ligado a mim. Se o pai não está, ele não liga, mas se eu não estou é o desespero...

Explica-lhe a situação, diz que o pai foi para a escola, etc... tentar que ela entenda, pode ser que ajude a ultrapassar.

Beijinhos e Bom fim de semana!

P.S. - Acabei com o meu blog...
Desculpa, começaste agora a visitar-me e eu já fugi...
Não sei explicar o motivo, apenas não me apetece...
Filipa Fonseca a 17 de Setembro de 2010 às 09:37

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres