Maio 21 2011
O Rui de vez em quando tem de passar a noite fora em serviço, ou seja faz 24 horas seguidas no trabalho. A mim isso não me custa nada, pois como fomos ambos militares sabemos bem o que é ter de fazer esses serviços e por isso já estamos mais do que habituados.
O que nos parte o coração, é nesses dias quando chega a hora de ir para a cama a minha filha começar a chorar pelo pai. A dizer que tem saudades dele. Lá me pede para ligar para ele, e fala com o pai agarrada ao telemóvel como se não houvesse amanhã. Diz-lhe que tem muitas saudades dele e pede-lhe para vir para casa dormir com ela! Ficamos os dois de coração apertadinho.
Ele já pediu para não lhe ligar que é pior, mas se não lhe ligo ela não se cala, e não pára de chorar e gritar por ele. Assim fala com ele, chora um bocado é certo mas acaba por passar. Custam tanto a passar essas noites....
publicado por Mami (Sónia) às 09:42

Ui se custa! E eu que o diga!
Rit♥Catita a 21 de Maio de 2011 às 11:42

pois, por aqui como sempre foi assim...
aqui não sofremos desse mal, qdo o pai não vem eu falo disso, digo que foi aqui ou que está ali e qdo vem, e nunca minto. Se só vem para a semana é para a semana que digo mesmo que nem tenham noção do qdo é para a semana.

Explia-lhe que está a trabalhar, que tem que ser, e depois deixa-a chorar faz parte.
bjo
Maggie
Maggie a 21 de Maio de 2011 às 11:47

Ela já sabe que é assim, desde que nasceu que é assim cá em casa, mas ultimamente está a custar-lhe mais.
eu digo-lhe que o pai anda a ver se estamos seguras porque ele é policia e tem de tomar conta das pessoas. Mas ela está muito agarrada a ele e esta na fase que só o quer!!!

Beijinho
Mami ( Sónia ) a 21 de Maio de 2011 às 11:50

Oh prima se custa!!! Desde que o pai foi para Évora e ele só o vê a meio da semana e ao fim de semana não tem sido nada fácil. Na manhã a seguir ao pai vir a casa a primeira pergunta é "Onde está o meu papá?, eu também quero ir para a obra...."
Doi o coração...

Bjocas
Sandra a 21 de Maio de 2011 às 22:02

Oh! Às vezes não damos o valor que merecem as pessoas que trabalham fora dos horários "normais" nem no impacto que isso tem nas famílias. À medida que a menina for crescendo vai-se conformando.
Com Duas Pedras de Gelo a 22 de Maio de 2011 às 00:46

como eu te compreendo!
Mãe Feijoca a 26 de Maio de 2011 às 10:08

mais sobre mim
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15

22

29


pesquisar
 
blogs SAPO